sexta-feira, julho 21, 2006

Dias Consumidos

Foi acometido por aquela insanidade típica de finais de semana atribulados. De uma hora pra outra, já era sexta feira. O que teria acontecido com a quinta, quarta e todos mais??.
Devia ser uma daquelas viroses novas que ataca o centro nervoso tornando mais longos os dias e mais curtas as semanas. Quando menos se esperasse, dias inteiros teriam sumido e a semana só teria cinco dias. Que pelo menos o domingo fosse poupado (ou aqueles 5 minutos após o almoço, para tomar um café num copinho de plástico e fumar um cigarro sob o sol aterrador.).
O mundo não era o mesmo depois do toque do despertador.
..............................................
[Não vou dar explicações para a ausência contínua, além do fato das palavras serem criaturas estranhas e tímidas em certos tempos: saem quando bem querem.]
[www.fotolog.com/cafeinaman]

9 comentários:

Claudio Eugenio Luz disse...

O pior, meu caro, é procurar saber onde foi parar aqueles dias, quando a gente não contava as horas.

hábraços

Valéria disse...

que o vento dos dias que tem te levado sempre te traga! rs
beijo coelhodaalice!

Aerodrama disse...

Opa,

Passando por aqui para agradecer sua presença em meu blog.

Muito bom teus escritos!!!

Um grande abraço,
Aerodrama.

De lá. disse...

É isso que me vem acontecendo...
Vou passar por aqui mais vezes, eu não conhecia esse mundo, e me fez bem passear por ele.
Abraço.

As Balzaquianas disse...

È interessante o quanto noites insones, podem ser deliciosamente produtivas e enriquecedoras.
Encontrei seu blog, via orkut, entre taças de “Moet Chandon” e petiscos, olheiras e curiosidade.
Você escreve muito bem, meu caro. O dom da palavra bem escrita é para poucos... Sassure ficaria satisfeito ao lê-lo.
Parabéns!
Bal1

Anucha disse...

tudo bem que eu parecia o coelhinho da alice... mas será que não dava pra colocar o pé na frente pra eu levar um tombo, você me segurar e eu te dar um abraço daquele gostoso? poxa... saudade, régis! bj

Anônimo disse...

Como na música (Palavra e Silêncio)...não se move uma montanha por um pálido pedido, de alguém que não se ama todo ouro está contigo, para isto há muita chama no coração do bandido...

Um beijo enorme de uma grande fã.

dri

www.drikaflor.zip.net

Drika disse...

Como na música (Palavra e Silêncio)...não se move uma montanha por um pálido pedido, de alguém que não se ama todo ouro está contigo, para isto há muita chama no coração do bandido...

Um beijo enorme de uma grande fã.

dri

-=|K¡ðÐ|=- disse...

Coisa verdadeira.
Queria eu encontrar esse minutos achatados e os dias esticados que perdi!

O blog tá atualizado e prometo mantê-lo assim. Passa por lá, imundo, e me diz o que você acha?