sexta-feira, janeiro 05, 2007

DESASTRONIRONAUTA PULULANTE

O desastronauta perpétuo, desastrado andarilho do mundo imaginário, levara esse tempo perambulando suas [ir]realidades, fuçando letras passadas e imaginações semi-esquecidas. Sonhando...
Era de fato estranho seu relacionamento com os números em giro do relógio, e tornava-se um tanto imprevisível em suas aparições e sumiços: fazia vezes de Coelho Atrasado e Gato de Cheshire, aparecendo em partes, correndo e desaparecendo em todo sem deixar de estar ali mesmo.
Na favorita data, desamarrou laços de fita colorida, entregou caixas, sorriu, chorou, pulou e, como o faz reticentemente, sonhou. Esteve onde devia estar e continua...
Nos seis que teimam em virar sete trezentas e sessenta e tantas vezes, recolheu-se com sua amada boneca de olhar interrogativo e borbulhou inebriantes fogos coloridos na ponta da língua.
Agora era a vez de fazer os dormentes projetinhos pululantes saírem da gaveta um a um e começarem a fazer bagunça. Tinha um calendário novinho em folha pra transformar suas desconstruções em um desfile para olhos tantos quantos resolvessem assim passear.
Da terra inclinada do avesso do espelho, restam coisas por demais a contar, em um outro passeio assim corrido, pois "- é tarde! é tarde!! é tarde!!!"...

11 comentários:

marianinha disse...

E a Alice lê embasbacada o nascimento das palavras do Sr. Coelho!!!!

bell disse...

ler e reler..
faz bem danado.
parabéns de tua fã!

abçs.

Edilson Pantoja disse...

Ainda estou tonto. Abraço!

disse...

Cortem-lhe a cabeça ....

marcos pardim disse...

meus olhos já estão a postos. pois que venha o desfile de desconstruções e não deixe pedra sobre pedra, que já é tarde e se parar o vento, chove (rsss..) 1 abraço.

Valéria disse...

desconstrua pois!
beijo e beijo e beijo cheio de saudade

Pedro Pan disse...

, desastrado. se não tem ponteiros é atrasado? ou o tempo não conta. não se conta...
, já falei e repito, gosto muito deste teu estilo.
, inté.
|abraços meus|

Alexandre disse...

Blog Novo, negro.
Passa lá e diz o que achas.
www.poucasmasboas.blogspot.com

Reparem a bagunça não, tô arrumando a casa ainda.

Bejins

Anucha Melo disse...

deu vontade de tomar um café. eu vim. bj

ediney disse...

gostei de como o texto vai crescendo,se res-crevendo,se perdendo e se martilizando em si mesmo e se salvando em si mesmo e vai nos levando a um mundo de inforamção

Drika disse...

Texto maravihoso, como semre...
bjs e uma linda semana...