terça-feira, setembro 16, 2008

GUERRAS IMAGINÁRIAS

"Montando seu elefante alado, o Homem de lata avançava impiedoso contra o exército de pinóquio, mutilando aqueles horríveis fantoches de madeira - como odiava aquele sorriso fingido estampado naquelas caras-de-pau.
Do front circense, malabaristas ateavam fogo aos normalóides, que em meio às convulsões pirocinéticas dançavam uma valsa quântica de luzes hipnóticas. Os homens-bala se atiravam contra os biscoitos alemães montados em seus camelos filosóficos, derrubando aqueles muros imaginários de séculos de conceitos.
De súbito uma grande sobra pairou sobre o campo de batalha, todos olharam assustados e..."


... teve seu lápis e papel arrancado bruscamente de suas mãos, sob um olhar ameaçador:

- Fascista!! Fascista!! - gritava o garotinho, enquanto era conduzido à diretoria.

7 comentários:

Raquel disse...

Olá!
Adorei seu blog!!
Até
http://sex-appeal.zip.net
http://cara-nova.zip.net

F. Reoli disse...

PÉ QUASE NOVO E MENTE EM RECONSTRUÇÃO!!! RS
VALEU PELO COMENT LÁ NO BLOG, E ME DEU UMA AULA DE INSPIRAÇÃO SOBRE CONTUSÃO. VALIA UM POST, SEU COMENTÁRIO...RS
ABRAÇÃO AMIGO E TU ESCREVE PACAIAIO...

Thyago David. disse...

Opaa.. gostei muito do café .. =D
Gostei mesmo.

Café, sonhos e desconstruções.
Só a fumaça que ficou meio assim.. hahasasiauhs..


Apareça sempre pelo nessatelacinza.. ;]

Abraço.

yehuda disse...

valsa quantica, garoto QI 170,legal pacas,vamos sacanear os ilustres herméticos e os camelos da filosofia, conceitos, conceitos só peidos
abraço

Regis disse...

Queridos, onde está escrito "de súbito uma grande SOBRA", leia-se "SOMBRA"

Biani Luna disse...

É vetada até a liberdade de se imaginar?
pode não...
beijos

Bia Pedrosa disse...

é proibido proibir!

beijos