domingo, dezembro 18, 2005

DREAM HUNTER

Na madrugada me perco. Da madrugada me alimento.
Procuro um sonho que me fugiu do bolso. Ele não tem nome mas tem cor. E uma cor em um inigualável sustenido.
É a melhor hora de caçá-los, mas sonhos sao ariscos e brincalhões. Nunca sabem a hora de parar.
Procuro entre zeros e uns, entre [impossibilidades] e correrias. Procuro atrás de árvores, interrogações e rostos conhecidos.
Caço um sonho. Um em particular. Ele não tem um nome, mas tem cor, e um brilho que me paralisa.
Sonhos são difíceis de caçar.
Mas onironautas nao temem a terra das noites sem fim, nem se perdem na canção de um sonho.
Sonhadores são ariscos e brincalhões. Nunca sabem a hora de parar.
Procuro um sonho que me perca

7 comentários:

minina disse...

Olá sr. onironauta! aqui é uma... simples minina... hehehe
Eu tb, me perco nos sonhos, principalmente nos q sonho acordada...
eu tb procuro um sonho, q fugiu da minha mão feito passarinho qdo cura a asa quebrada...
mas eu axo q dou pra onironauta tb, pq nunca deixo as brumas... apesar d muitas vezes serem frias...
um bju e agradeço por ter tido curiosidade e me encontrado lá no meu quarto, distraída e indefesa... cuidado pra ñ descobrir meus segredos, as gavetas são fáceis de abrir...

pedro pan disse...

,que bom que o sonho não tem nome. sonho não se rotula, não se limita ou delimita. sonhos apenas são como devem ser. o sonhos que é procurado pode estar ontem menos se espera. mesmo assim procure em aquarelas.

|abraços|

Loba disse...

Durmo

Por entre minhas pernas
escorrem líquidos
os sonhos perdidos

(perderam-se os sonhos
ou perdi-me de mim?)

Acordo

descubro-me correnteza
e os sonhos
barcos à deriva
em busca de nomes

(ou sou eu
em busca de mim?)


Saiu sem querer! Ou saiu dos seus sonhos! Junte às letras o meu beijo. E a minha admiração!

Valéria disse...

eu sempre me encontro nos sonhos e fico perdida na realidade...
semore foi assim comigo..hoje...na madurez dos meus pensamentos...procuro o ponto que equilibre a realidade e os sonhos...
beijo

Jeanete Ruaro disse...

Caçando sonhos
perdi-me de mim
Nome inventado,
labirinto criado
Que tolice
Do avesso me encontro
Onironauta
disfarçando a lágrima.
Teimosa gota carmim

Cheguei até aqui através do blog da Loba.
Gostei do seu blog Dreamer. Voltarei.
Abraços

Claudio Eugenio Luz disse...

É, para todo sonhador, sempre haverá um sonho eterno.
.
excelente
.hábraços,claudio

Rodrigo Capella disse...

Gostei muito do seu blog. Convido-o para visitar o meu: http://poemasdorodrigocapella.blogspot.com Abraços e espero a sua visita, Rodrigo Capella.