terça-feira, janeiro 24, 2006

Dois diálogos e uma descoberta.



[imagem: filme coffee and cigarettes]
- toma um café comigo?
-...sim. Sim.
- eu adoro a forma como as bolhas vão se acumulando nas bordas da xícara.
- Cansada.
- esse cheiro me faz pensar em manhãs felizes. Você não sente isso?
- Não. Nunca me ocorreu.
- tudo bem.. acontece... adoça pra mim?
- er.. desculpa, esqueci quantas colheres de açúcar você gosta.
..................................................................
Sentado olhando a fumaça. Dois dedos inclinados e o cigarro levemente apertado entre eles. Subia sinuosa, daquele jeito só seu: imprevisível.
Olhava...
- aonde vai?
- onde o vento me levar.
- e se isso não der onde você quer chegar?
- não é o caminho nem o destino, mas a viagem é o que importa.
E foi, subindo em seu blues-balanço. Seja lá pra onde fosse.
o.

8 comentários:

Dreamer disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Valéria disse...

às vezes a gente vai porque e para onde precisa ir..."Ninguém me ensinará os caminhos. Ninguém nunca me ensinou caminho nenhum, nem a você, suspeito. Avanço às cegas. Não há caminhos a serem ensinados, nem aprendidos. Na verdade, não há caminhos"(caio fernando abreu)

aline disse...

ando assim...
ando com a fumaça do incenso de jasmim da minha janela, ando com a espuma do meu xampu q escorre pelo ralo, ando sem rumo, ando perdida...encontrei gente demais e me perdi no meio delas...

acho q por isso tudo sinto saudade das nossas conversas...

beijo!

loba disse...

li os dois diálogos... mas ainda estou nopost anterior. na brincadeira de esconde-esconde. nas palavras que escondem o que quer se dizer.
vc me deixa com vontade de escrever sem parar...
posso refazer este diálogo?
beijo. saudade.

Valéria disse...

vá lá te ver....
um beijo

Sayô disse...

Olá
Cheguei até aqui através do blog da Valéria.
Legal seu canto, gostei, e voltarei...
De Teresina vc neh...
Eu tb...
Um abraço

Anônimo disse...

Adorei este! Beijos pra você!

Lilith disse...

Leste Ítaca?

"Quando você começar sua viagem para Ítaca, reze então para que a estrada seja longa,
cheia de aventura, cheia de sabedoria. Não tema os Lestrigões e os Ciclopes e o bravo Poseidon.
Você nunca vai encontrá-los em sua trilha se os pensamentos continuarem amplos, se uma fina
emoção tocar seu corpo e seu espírito. Você nunca vai encontrar os Lestrigões, os Ciclopes e o feroz Poseidon, se não os carregar consigo em sua alma, se sua alma não os erguer diante de você.
Reze então para que a estrada seja longa. Que as manhãs de verão sejam muitas,
Que você entre em portos vistos pela primeira vez com tanto prazer, com tanta alegria.
Pare em mercados fenícios e compre finas mercadorias, madrepérolas e corais, âmbar e ébano,
e perfumes agradáveis de todos os tipos, compre tantos perfumes agradáveis quanto puder;
visite anfitriões de cidades egípcias, para aprender e aprender com aqueles que têm sabedoria. Sempre tenha Ítaca fixa em sua mente. Chegar lá é seu último objetivo. Mas não apresse a viagem
de jeito nenhum. É melhor deixá-la durar por longos anos; e até mesmo ancorar na ilha quando você
estiver velho, rico com tudo que tiver conquistado no caminho, sem esperar que Ítaca lhe ofereça riquezas. Ítaca lhe deu a bela viagem. Sem ela você nunca teria tomado a estrada. Mas ela já não tem o que lhe dar. E, se você achá-la pobre, Ítaca não fraudou você. Com o grande saber conquistado, com tanta experiência, você certamente deverá ter entendido o que Ítacas significam."

(Konstantinos Kaváfis)

beijo grande pra vc q sabe que o caminho é o que mais vale!