terça-feira, janeiro 10, 2006

Dos atos e dos fatos de ontem hoje e amanha.

Ontem eu encontrei um sonho perdido, que gira em velocidade atordoante, espanta poeira sob entulhos e tem luzes coloridas. E vai me fazer encaixotar sob estrelas, algo interessante.
Ontem também eu vi algo que mexeu comigo, mas sobre essas coisas nao é bom falar.
Hoje uma pessoa me falou algo que engravidou minha imaginação, e ela nem imagina que fez isso. Trabalhei o dia inteiro com a minha cabeça ovulando. Está verde, mas tirando jujuba [sim, vermelhas também são das favoritas, eu sei.], verde nao é uma cor pra pensar. Maduro é bom.
Hoje também eu tive uma idéia que talvez se concretize, e muita coisa irá mudar, mas outra pessoa me avisou pra não contar sobre meus planos, e só duas pessoas sabem disso. E essas duas pessoas já bastam, já que a aprovação delas é fundamental.
Hoje eu também acordei gripado, e vou dormir com febre. mas provelmente quando eu for dormir já será amanha, então essa é uma boa transição para falar de amanhã.
Amanhã finalmente eu terei uma folga, e pretendo colocar ordem nas coisas.
Amanhã alguém vai embora [é a segunda vez em um mês que o cinza me rouba pessoas, e por isso aquele lugar não terá meu perdão]. E eu vou morrer de saudades dele.
Amanhã alguém terá uma entrevista, e eu torço muito pra que tudo dê certo, afinal ela merece.
E depois de amanhã é talvez chova, talvez não, mas com certeza as cores irão querer sair pra brincar.

6 comentários:

karine tito disse...

você é muito especial.
e sabe disso.

Loba disse...

Entre hoje e amanhã existe a sua poesia que me deixa babando de inveja! rs...
Mas ficou faltando algo... O que mesmo que vc viu e que mexeu com vc????
Beijos muitos. (Gosto cada vez mais desta leitura aqui...)

pedro pan disse...

, talvez seja mistério. talvez não. quem sabe revelo os nomes. quem sabe não. se isso acontecer, aquilo não acontece. teu texto me remete a minha infância, a um livro em especial de cecília meireles, "ou isto ou aquilo". não sei se conhece ou não, se já leu ou não, talvez leia, ou não.

|abraço de amigo de infâncias|

Valéria disse...

gostei tanto deste texto...muito muito mesmo... coincidentemente estava pensando nisso agora pouco...ontém eu morri...e nasci... e hoje eu quero ser nova....
um beijo

Valéria disse...

menino...olhe lá no pensar...tem parte de vc lá

Senhorita Girassonho disse...

E quem disse que seu sonho esta perdido? Talvez ele tenha apenas ido dar um passeio na realidade.

Noites insones e cheia de suspiros e olhares mergulhados em sonhos a serem realizados ainda reinam no mundo dos sonhadores, mesmo que o tombo das nuvens seja letal, o sonho ainda existe.

Um grande beijo....